Cadastrar imóvel imobiliária

Informativo

Quinto ano de crescimento

Denise Menezes - Estado de Minas

Em 2008, setor de construção civil registrou bom desempenho, apesar da crise financeira mundial

Gladyston Rodrigues/AOCUBO FILMES
José Francisco Cançado comemora resultados de 2008 e espera boas vendas para este ano

Dados preliminares divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG) apontam que o setor, no Brasil e em Minas Gerais, registrou, em 2008, crescimento pelo quinto ano consecutivo, apesar das inseguranças provocadas pela crise financeira, que abalou a economia mundial a partir de meados de setembro. De acordo com levantamento realizado pela Assessoria Econômica da entidade, com base em informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Fundação João Pinheiro, a construção civil, nos nove primeiros meses do ano, na comparação com igual período de 2007, acumulou crescimento de 10,2% no país e de 7,68% no estado.

Outro indicador da pujança do setor no ano passado é o da produção brasileira de insumos típicos da construção que, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física, realizada pelo IBGE, de janeiro a outubro, cresceu 10,5%, em relação aos 10 primeiros meses de 2007. Já o faturamento real das vendas de material de construção aumentou, também de janeiro a outubro, frente aos resultados do mesmo período do ano anterior, 36,47% no país e 18,03% na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conforme dados apurados, respectivamente, pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) e Federação do Comércio de Minas Gerais (Fecomércio Minas).

O bom nível de atividade da construção refletiu na criação de mais postos de trabalho. Números do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged/MTE) mostram que, de janeiro a outubro de 2008, foram abertas 303.031 vagas pelo setor no país, o que representou crescimento de 55,54%, frente aos postos gerados pela construção nos 10 primeiros meses de 2007. Em Minas, foram criadas mais 49.009 novas vagas formais, com crescimento de 76,54% e, na RMBH, 27.814 postos, que representaram um aumento de 129,73%.

O mercado imobiliário da capital também registrou bom desempenho em relação à produção e venda de novas unidades. A pesquisa Construção e Comercialização, realizada pela Fundação Ipead, ligada à UFMG, registrou, de janeiro a outubro do ano passado, na comparação com igual período de 2007, aumento de 56,17% no número de unidades vendidas, de 7,25 pontos percentuais na velocidade de vendas e de 85,94% na quantidade de unidades lançadas. Nos 10 primeiros meses de 2008, foram vendidos 4.073 imóveis novos em Belo Horizonte, contra as 3.321 novas unidades comercializadas durante todo o ano de 2007.

 
Veja outras matérias



 
 
 
     
Area do cliente  
Extrato de contas, segunda via de boletos
   
Newsletter  
 
  • 31 3891-4547
  • 31 9 7545-4456
  •  
  •  
  • P.F. 10401
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
    Mundo Mídia "Soluções Criativas"