Cadastrar imóvel imobiliária

Informativo

Uma piscina para chamar de sua
Os projetos de piscina também exigem cuidado especial

Fonte: Globo online
 
 
Piscina, de Cláudia Santos, conta com três níveis de profundidade
 
 
Rio de Janeiro - Piscinas elevadas ou enterradas? Retangulares, redondas ou personalizadas? Em fibra, azulejos ou pastilhas? Enfim, são muitos os fatores que estão por trás dos projetos de uma piscina, que também exigem cuidados especiais em relação à hidráulica, à impermeabilização e à manutenção.

A arquiteta Cláudia Santos conta que, recentemente, refez toda área de uma piscina profunda e retangular que já existia numa casa na Barra da Tijuca, deixando-o com três níveis distintos. Numa das pontas, foi criada uma área rasa com a borda arredondada. Na outra extremidade, fez uma hidromassagem com 80 centímetros de profundidade e na parte central da piscina com 1,85 metros. Ao todo a piscina conta com 60 metros quadrados, e, é toda em pastilhas de vidro, da Colormix.

- Como há crianças na família, elaborei uma espécie de prainha mais rasa, onde os pais podem ficar observando-as sentados em duas espreguiçadeiras, dentro da água - conta Cláudia.
A arquiteta ainda instalou na parede de fundo uma cascata. Uma das paredes também foi pintada de vermelho com a proposta de transmitir o espírito do verão, além de aquecer ainda mais o ambiente.

Projeto, de Sophia Galvão, contou com piscina em pastilha de vidro, da Vidrotil

Já a arquiteta Sophia Galvão remodelou toda a área de lazer de uma cobertura na Barra da Tijuca, onde foi preciso elaborar uma nova estrutura para suportar a piscina de cinco metros quadrados de 90 centímetros de profundidade.

- Não existia previsão para agüentar tanto peso naquela área. Por isso, criamos um projeto estrutural com vigas de ferro e concreto armado sobre os pilares existentes. A localização deste pilar definiu a localização e dimensão da piscina - explica Sophia.

Na área também foi criado um gazebo com teto de bambu. O espaço ficou clean e contemporâneo, segundo a arquiteta, com linhas retas sem perder o aconchego de um espaço aconchegante a partir da escolha de materiais naturais como a madeira no deck, o revestimento em canjiquinha e o bambu no teto.

- Priorizei o aproveitamento máximo de espaço, dividindo a área molhada, da seca com desníveis e pisos diferentes. O deck funciona também como banco da mesa - completa.
Para revestir a piscina, Sophia também usou pastilha de vidro, da Vidrotil, e rejunte branco.

 
Veja outras matérias



 
 
 
     
Area do cliente  
Extrato de contas, segunda via de boletos
   
Newsletter  
 
  • 31 3891-4547
  • 31 9 7545-4456
  • 31 9 8568-7166
  • 31 9 8872-7908
  • P.F. 10401
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
    Mundo Mídia "Soluções Criativas"