Cadastrar imóvel imobiliária

Informativo

Inflação do aluguel recuou em dezembro

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para a correção dos contratos de aluguel, registrou deflação de 0,12% em dezembro, após alta de 0,50% em novembro, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em 2011, de janeiro a dezembro, o IGP-M acumulou alta de 5,10%.

Para o coordenador de Análises Econômicas da FGV, Salomão Quadros, o movimento de desaceleração do IGP-M visto na reta final de 2011 tem potencial para perdurar até, pelo menos, o primeiro semestre de 2012. “É possível que em janeiroa taxa fique abaixo de 5%”, afirmou Quadros, em entrevista coletiva para comentar o resultado de dezembro. “Se em janeiro isso não acontecer, fevereiro tem uma chance generosa de ocorrer. Até a metade do ano, o índice deve continuar arrefecendo.”

Essa expectativa tem por base a previsão de continuidade do comportamento de baixa dos preços de commodities, que foram os grandes responsáveis pela queda do indicador em dezembro. “O segundo semestre do ano passado já teve taxas, de maneira geral, menores, embora tenha havido certa pressão do câmbio (na metade do semestre). A queda das matérias primas estava sendo mascarada pela pressão cambial, mas agora não tem mais a barreira do câmbio. O que está predominando é o recuo nos preços das commodities.”

Em boa medida, o movimento do IGP-M acompanha o dos preços no atacado, refletidos no Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado (IPA-M), que passou de 13,90% em 2010 para 4,34% em 2011, e de 0,52% para -0,48% entre novembro e dezembro. “Sem a defesa do câmbio, o IPA teve condições de espelhar o cenário de commodities.”

Quadros afirmou, contudo, ser difícil prever se a trajetória das commodities vai perdurar ao longo do segundo semestre de 2012, o que complica a projeção para a metade final do ano.

A FGV anunciou ainda os resultados dos três subindicadores que compõem o IGP-M. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M) caiu 0,48% em dezembro, após subir 0,52% na leitura anterior. Em 2011, o IPA acumulou alta de 4,34%.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) apresentou alta de 0,71% em dezembro, após aumento de 0,43% em novembro. Em 2011, o IPC subiu 6,16%.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) subiu 0,35% no mês passado, depois da elevação de 0,50% em novembro. A alta do INCC foi de 7,58% em 2011.

 
Veja outras matérias



 
 
 
     
Area do cliente  
Extrato de contas, segunda via de boletos
   
Newsletter  
 
  • 31 3891-4547
  • 31 9 7545-4456
  • 31 9 8568-7166
  • 31 9 8872-7908
  • P.F. 10401
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
    Mundo Mídia "Soluções Criativas"